quarta-feira, 8 de maio de 2019

Melhor Participação de Sempre

Três alunos do Agrupamento vencem a Fase Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura  


A 13.ª edição do Concurso Nacional de Leitura saldou-se pela melhor participação de sempre, na fase regional desta iniciativa, com 3 alunos do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós a vencer em 4 das categorias existentes. As alunas Letícia Ferreira (EB1 MA1), Beatriz Marques (ESPM) e Daniela Franco (ESPM) venceram, respetivamente, no 1.º Ciclo, no 3.º Ciclo e no Ensino Secundário, e irão agora representar a Comunidade Intermunicipal (CIM) da região de Leiria na fase nacional do concurso, que se realiza em Braga, no dia 25 de maio. Recorde-se que, em onze participações neste evento, é a sétima vez que alunos do Agrupamento têm lugar neste pódio, e a quinta vez que representam o distrito ou a CIM da região de Leiria.
A representação do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós contou ainda com aparticipação dos alunos Guilherme Fernandes (EB1 Mendiga), Alice Pereira (ESMA), Lara Santos (EB2MOP) e Pedro Vieira (ESPM).

A Final Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura, que decorreu no Agrupamento de Escolas e na Casa Municipal da Cultura de Pedrogão Grande, no dia 30 de abril, juntou alunos dos dez concelhos da CIM da região de Leiria, numa organização da Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e do Município de Pedrogão Grande, através da sua Biblioteca Municipal, em colaboração com o Plano Nacional de Leitura e a Rede de Bibliotecas Escolares, e permitiu apurar dois alunos, em cada ciclo de ensino, para a final nacional.


Para as provas desta fase do concurso, os alunos leram O tesouro, de Manuel António Pina (1.º Ciclo), Vinte cinco a sete vozes, de Alice Vieira (2.º Ciclo), Uma questão de cor, de Ana Saldanha (3.º Ciclo) e Os livros que devoraram meu pai, de Afonso Cruz (Secundário).







Educação Especial - Visita de estudo


No dia 26 de Abril de 2019, os alunos da Educação Especial da Escola Secundária de Porto de Mós foram a uma visita de estudo ao Mosteiro de Alcobaça e às Salinas de Rio maior.

A visita de estudo começou às 9h.15 na Escola Secundária de Porto de Mós. Os alunos foram de autocarro até Alcobaça.
No Mosteiro de Alcobaça, tivemos uma visita guiada.
Depois, fomos almoçar no parque de Alcobaça.
Mais tarde, pelas 14 horas, chegámos às Salinas de Rio Maior. Ali tivemos, também, visita guiada. Vimos como se faz o sal e, no final, jogámos jogos de sal.
Depois quando chegámos à Escola lanchámos. Mais tarde, fomos para casa. 

                                           Estrela Ferreira e Vera Oliveira
                                                            










Educação Especial - O Dia do Agrupamento



No dia 30 de Abril de 2019, comemorou-se o Dia do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós.
Houve jogos de água e muita diversão.
Os alunos da Educação Especial do Agrupamento de Escolas de Porto de Mós fizeram uma partilha de doces e salgados.
Os meninos do 6º Ano foram visitar a nossa Escola. A Vera, ganhou o jogo da cadeira e o prémio foi um rebuçado, mas ela até comeu mais do que um.
Os alunos de Educação Especial estiveram espalhados pelas várias atividades por nós realizadas: as vendas e os jogos de água dentro do circuito aquático.
Foi um dia muito divertido e cansativo.
 Estrela e Vera   
                









      

sábado, 4 de maio de 2019

O "Dia do Agrupamento" na Escola Secundária de Porto de Mós


No passado dia 30 de abril, "Dia do Agrupamento", a Escola Secundária de Porto de Mós, tal como todas as outras escolas do Agrupamento, viveu um dia diferente. A escola abriu as portas a todos os que a quiseram visitar e mostrou, ao vivo, um pouco do que por cá se faz, ao longo de um ano escolar.
Na impossibilidade de carregar todas as fotos, deste dia, numa só montagem, pois o nosso blogue não suporta “tanto peso”, dividimos as fotos por diferentes etapas, sem especificação especial, ordenadas apenas pela sucessão dos momentos em que foram obtidas.
Nota: a maioria das fotos são da autoria da nossa fotógrafa, Mariana Fonseca.
Muito obrigada Mariana!










sexta-feira, 26 de abril de 2019

Pontução do problema mensal - Matemática


Solução do problema de março

Convite - 4.º Encontro Nacional de Educação para os Media



Educação para os Media (ERTE/DGE) edumedia@dge.mec.pt 

Estimado(a) Professor(a),
4.º Encontro Nacional de Educação para os Media, realiza-se, no próximo dia 10 de maio, no Auditório do Agrupamento de Escolas do Cerco, no Porto.
Integrado na Iniciativa dos 7 Dias com os Media, e dando continuidade aos encontros realizados em anos anteriores, o evento deste ano, subordinado ao tema “Uma questão de inteligências”, inclui no seu programa a conferência plenária " Uma Questão de Inteligências: artificial, emocional?", um painel de partilha de práticas e vários workshops sobre os media.
Este 4.º Encontro Nacional de Educação para os Media está acreditado como ação curta duração para Educadores de Infância e Professores do Ensino Básico e Secundário. É resultado de uma iniciativa conjunta da Direção-Geral da Educação, do Plano Nacional de Leitura 2027, da Rede de Bibliotecas Escolares, do Sindicato de Jornalistas e da RTP – ZigZag e Rádio ZigZag.
De notar que, nesta edição, a Iniciativa dos 7 Dias com os Media assume uma relevância particular, ao iniciar os trabalhos  com o V Congresso Literacia, Media e Cidadania,   organizado pelo Grupo Informal sobre Literacia Mediática (GILM) e ao encerrar com o 4.º Encontro Nacional de Educação para os Media.

A participação neste Encontro é gratuita, mas sujeita a inscrição, dado o número limite de vagas. 
Para se inscrever, clique aqui.
Saiba mais aqui.

quarta-feira, 24 de abril de 2019

25 abril de 1974 – A Revolução dos Cravos


cravo.peq_.jpg

Se nos podemos orgulhar das datas históricas, 25 de abril é, sem dúvida, um grande marco, realçando a vertente pacífica da revolução que, tudo levava a crer, podia transformar-se num “banho de sangue”.
Na madrugada de 25 de abril, os militares do MFA (Movimento das Forças Armadas) ocuparam os estúdios do Rádio Clube Português com a intenção de transmitir os objetivos desta revolução, tocando músicas, até então, proibidas pela ditadura, como Grândola Vila Morena, de Zeca Afonso.
Das figuras desse dia destacamos o capitão Salgueiro Maia, que marchou até Lisboa, com a sua coluna militar, que incluía tanques, e cercou o quartel da GNR do Carmo, onde se tinha refugiado Marcello Caetano, o sucessor de Salazar, à frente da ditadura, que acabou por se render.
Um dos traços marcantes desta revolução foi a forma como o povo se uniu aos militares neste grandioso dia,  tão grande era número de pessoas que vieram para a rua festejar, num aplauso e agradecimento constantes e contínuos aos militares que, o que era inicialmente um golpe de Estado, se transformou numa revolução.
Não admira que, no desenrolar dos acontecimentos, uma vendedora de flores tenha começado a distribuir cravos pelos soldados, que os colocaram nos canos das espingardas. Desde então esta marca ficou, para sempre, associada à Revolução de abril ,ou Revolução dos Cravos, que trouxe a liberdade a Portugal, entregando o poder ao general Spínola.
Um ano depois, a 25 de abril de 1975, os portugueses votaram pela primeira vez em liberdade.

25_Abril_1983_Porto_by_Henrique_Matos_01.jpg


Viva ao 25 de abril !!!!!!!!!!